1775

Prefeitura Municipal de Mata de São João

Pular para o conteúdo

Vacinação contra covid: Mata tem o melhor desempenho da RMS

31/08/2021 às 16h21

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


De acordo com a atualização dos dados do Sistema Único de Saúde (SUS) da manhã de hoje (31), Mata de São João é o município que obteve maior eficiência na vacinação contra a covid-19, em toda a Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Ao todo, 26.570 cidadãos, dos 33.445 que fazem parte do público alvo do Plano Nacional de Vacinação (com 18 anos de idade e mais), já foram vacinados em primeira dose. O quantitativo representa 79,4% deste grupo. Já com a segunda dose e dose única, Mata de São João imunizou 13.615 pessoas, ou 40,7% deste público.

O município é seguido por Salvador, com 37,6% do público alvo 100% imunizado, por Candeias, com 35,3%, e por Itaparica, com 33,9%. Simões Filho, com apenas 8,5% da população vacinada em segunda dose e dose única, e Madre de Deus, com 24,1%, são os municípios com os piores desempenhos.

Sistema Municipal de Saúde - Mata consegue ter mérito na vacinação contra a covid por ter um sistema municipal de saúde muito eficiente e organizado, sobretudo com a atenção básica e a vigilância epidemiológica. O prefeito João Gualberto destaca que não foi necessário contratar equipes extras de vacinação e que a saúde básica do município atende 100% da população.

Ele explica ainda que o banco de dados e o trabalho dos agentes comunitários de saúde são fundamentais para o sucesso na vacinação. “Graças a um trabalho de muita dedicação e sensibilidade, todo o nosso sistema de saúde consegue dialogar com cada cidadão”.

A secretária municipal da pasta Tatiane Rebouças ressalta o trabalho sério e árduo das equipes de saúde da família e de toda a rede, desde o início da vacinação.

“Em Mata as vacinas acabam normalmente nas primeiras horas dos dias de imunização. A facilidade que temos, com o total de cobertura na atenção básica, nos dá um acesso igualitário para toda a população”, explica Rebouças.

“Infelizmente ainda não atingimos a totalidade da imunização ainda porque não recebemos doses suficientes. Mas o que recebemos entregamos rapidamente”, comenta a secretária.