1775

Prefeitura Municipal de Mata de São João

Pular para o conteúdo

Programas

Nesta seção o cidadão encontra à implementação, acompanhamento e resultados dos programas, projetos e ações dos órgãos e entidades públicas, bem como metas e indicadores propostos

Utilize o(s) campo(s) abaixo para pesquisar

Foram encontrados 26 resultados para a pesquisa.

PROGRAMA DE MAMOGRAFIA PARA RASTREAMENTO

Responsável: SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Metas: Prevenção ao câncer de mama na população do município.

Indicadores: Realização de exames em caráter preventivo e investigativo em função da saúde da mulher.

Resultados: Redução nas taxas de mortalidade pela doença e aumento nas taxas de prevenção a saúde da mulher.

Informações Adicionais: A Organização Mundial da Saúde define o rastreamento do câncer de mama na faixa etária da população feminina de 50 a 69 anos como prioritário e o Brasil segue essa política, a exemplo de outros países europeus como Alemanha, França, Reino Unido, além do Canadá e Japão. O Ministério da Saúde passou a garantir a mamografia bilateral de rastreamento para as mulheres dessa faixa etária em portaria do ano passado (de número 1.253/2013). A decisão do rastreamento com mamografia bilateral só depois dos 50 anos, como estabeleceu a portaria governamental, e não a partir dos 40 anos, vem sendo criticada pelos especialistas. Segundo os médicos, a medida contraria a lei 11.664, de 2009, que estabeleceu o direito à mamografia anual gratuita pelo SUS para todas as brasileiras, a partir dos 40 anos. Para as mulheres de 40 a 49 anos o SUS continua garantindo uma mamografia anual, mas do tipo unilateral. A mamografia unilateral, como diz o nome, examina apenas uma das mamas. Ela é indicada para diagnóstico, quando há presença de sintomas ou a paciente tem histórico de câncer de mama na família, ou já está com a doença diagnosticada e precisa da avaliação para identificar o estágio do tumor ou para fazer acompanhamento após ter sido operada.

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA

Responsável: SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Metas: A Assistência Farmacêutica (AF) reúne um conjunto de ações voltadas à promoção, proteção e recuperação da saúde, por meio da promoção do acesso aos medicamentos e uso racional. No Ministério da Saúde, tais ações consistem em promover a pesquisa, o desenvolvimento e a produção de medicamentos e insumos, bem como sua seleção, programação, aquisição, distribuição e avaliação de sua utilização, na perspectiva da obtenção de resultados concretos e da melhoria da qualidade de vida da população.

Indicadores: Quantitativo de pacientes atendidos e medicados pela assistência farmacêutica do município.

Resultados: Distribuição racional de medicamentos e materiais de curativos.

Informações Adicionais: As mudanças somente alcançarão seus objetivos de aperfeiçoamento quando houver real interesse que ocorram, na perspectiva de um processo contínuo e não de um evento pontual. Não podemos esquecer que a implantação de qualquer estratégia/ação deve ser entendida como um processo, com o envolvimento de todos na sua construção e não apenas nos resultados. O desafio da Assistência Farmacêutica é, também no âmbito municipal, melhorar o acesso da população aos medicamentos, garantir a qualidade, segurança e sua eficácia, promovendo seu uso racional.

PROGRAMA DE ATENÇÃO DOMICILIAR

Responsável: SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Metas: Realizar o atendimento adequado e humanizado aos pacientes que pertence aos critérios do Programa de Atenção Domiciliar.

Indicadores: Atendimento domiciliar

Resultados: A atenção domiciliar visa a proporcionar ao paciente um cuidado mais próximo da rotina da família, evitando hospitalizações desnecessárias e diminuindo o risco de infecções, além de estar no aconchego do lar.

Informações Adicionais: O Melhor em Casa é um serviço indicado para pessoas que apresentam dificuldades temporárias ou definitivas de sair do espaço da casa para chegar até uma unidade de saúde, ou ainda para pessoas que estejam em situações nas quais a atenção domiciliar é a mais indicada para o seu tratamento. Conforme a necessidade do paciente, esse cuidado em casa pode ser realizado por diferentes equipes. Quando o paciente precisa ser visitado de maneira mais espaçada, por exemplo, uma vez por mês, e já está mais estável, este cuidado pode ser realizado pela equipe de Saúde da Família/Atenção Básica de sua referência. Já nos casos em que o paciente precisa ser visitado semanalmente ou mais, ele poderá ser acompanhado por equipes específicas de Atenção Domiciliar, como as que fazem parte do Programa Melhor em Casa. O atendimento é realizado por equipes multidisciplinares, formadas prioritariamente por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeuta ou assistente social. Outros profissionais (fonoaudiólogo, nutricionista, odontólogo, psicólogo, terapeuta ocupacional e farmacêutico) poderão compor as equipes de apoio. Cada equipe poderá atender, em média, 60 pacientes, simultaneamente.

PROGRAMA DA REDE CEGONHA

Responsável: SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Metas: Estruturar e organizar a atenção à saúde materno-infantil no município.

Indicadores: Atendimento materno-infantil no município.

Resultados: Crescimento e organização no atendimento materno-infantil no município.

Informações Adicionais: É uma estratégia do Ministério da Saúde que visa implementar uma rede de cuidados para assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e a atenção humanizada à gravidez, ao parto e ao puerpério, bem como assegurar às crianças o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis. Esta estratégia tem a finalidade de estruturar e organizar a atenção à saúde materno-infantil no País e será implantada, gradativamente, em todo o território nacional, iniciando sua implantação respeitando o critério epidemiológico, taxa de mortalidade infantil e razão mortalidade materna e densidade populacional. São quatro os componentes da Rede Cegonha: I - Pré-natal; II - Parto e nascimento; III - Puerpério e atenção integral à saúde da criança; e IV - Sistema logístico (transporte sanitário e regulação

ESCOLAS MUSICAIS

Responsável: SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Metas: Segundo a Lei Municipal nº 658 de 13 de julho de 2017, o presente projeto tem como objetivo: ? Estabelecer parcerias entre o setor público nas áreas de gestão e de promoção da cultura no Município para jovens e crianças em situação de vulnerabilidade social; ? Articular e programar políticas públicas que promovam a interação da cultura com as demais áreas sociais, destacando seu papel estratégico no processo de desenvolvimento da sociedade; ? Formação de grupos de Canto Coral; ? Formação da Orquestra Sinfônica de Mata de São João; ? Formação da Escola de Balé e Dança Contemporânea;

Indicadores: Número de alunos atendidos no Projeto Escolas Musicais.

Resultados: O oferecimento das aulas de canto coral, balé, dança contemporânea e orquestra sinfônica, auxilia no desenvolvimento educacional e social dos alunos, promovendo a uma ocupação sadia, cultural e educativa, afastando-os, em alguns casos, de ambientes não propícios à sua formação como cidadãos.

Informações Adicionais:



Total de 5 registros por página